Espirito Ultra contra o futebol moderno




É por atitudes como estas que nos orgulhamos ainda mais de pertencer a um grupo ultra como a Furia Azul.
Numa altura em que cada vez mais o futebol ( e a própria sociedade) é movido por interesses mesquinhos, em que o lucro e a rentabilização económica são os motores de algo, que deveria tão somente ser desporto, vieram desta feita os ultras fazerem aquilo que os senhores do futebol não fazem ou seja, prestar solidariedade e alertar para o drama de uma colectividade com a história do SC Salgueiros, e por conseguinte com os seus adeptos e ultras.
A amizade da Furia Azul com a Alma Salgueirista é antiga e por demais conhecida, claro que numa altura em que os nossos amigos mais precisam de apoio, o nosso grupo não poderia assobiar para o lado fazendo de conta que nada se passava, nada nem ninguém nos encomendou o sermão (faixa) fizémo-lo conscientes de que os velhos hábitos de sentir e estar no mundo ultra continuam a fazer sentido, onde as amizades com outros grupos e as demonstrações desinteressadas de respeito por uma luta que é comum, ou deveria ser, são hoje mais que nunca necessárias.
Nunca perdendo o sentimento de rivalidade que é também necessário ao movimento ultra, temos todos os grupos que nos unir no sentido de conseguirmos fazer evidenciar o que de mal nos querem fazer enquanto amantes do desporto, e dessa forma, prejudicando o próprio desporto em si. Nós vamos fazendo a nossa parte, tentando continuar a fazer o nosso melhor, por aquilo que acreditamos ser o melhor para o nosso movimento. Todos os ultras podem queixar-se de que se devia ter união, que a policia nos reprime de forma abusiva, de que a lei que regulamenta as claques não serve a ninguém, no entanto, medidas e tomadas de posição que combatam esta situação são raras e esporádicas por parte dos grupos ultras, deixamos aqui um apelo que é o de que se apercebam da força que podem ter nos vossos protestos e revindicações.
Muitos de nós admiramos o movimento ultra estrangeiro, principalmente o italiano, pela sua força, agora pensem num país onde as rivalidades entre clubes e grupos ultras são imensas, como é possível fazer manifestações, tomadas de posição comuns etc. contra os senhores do futebol? Precisamente porque os ultras se aperceberam da sua força e continuam uma luta contra o futebol moderno, conciliando as posições contra o que os afecta a todos enquanto movimento ultra, são esses os passos que em nossa opinião falta dar em Portugal, e isso, depende de todos nós, que integramos um grupo ultra por muito grande ou pequeno que ele seja, pois para isto, o principal não será nunca o número, mas sim a mentalidade transformadora que tenhamos.
Por tudo isto e por muito mais que não cabe em palavras e tão só, fica na cabeça de quem passou horas inesquecíveis de convívio com o pessoal da Alma, dizemos aos senhores ditadores deste futebol moderno: O FUTEBOL PORTUGUÊS PRECISA DE ALMA, NÃO DEIXEM MORRER O SALGUEIROS!