Deslocação ao Porto

Em dia de clássico no Porto, foram bastantes os adeptos que responderam ao apelo para apoiar o nosso Belém até ao reduto tripeiro. Pena foi que o FCP não tivesse enviado mais bilhetes, o que condicionou vários elementos da Furia, entre outros sócios que não puderam por isso apoiar o clube na sua dificil deslocação.
Ainda assim no estádio cerca de quatro centenas de adeptos do Belém disseram presente, sendo que a Furia chegou perto dos 100 ultras, o que constitui uma das maiores deslocações até ao estádio do FCP.
A viagem para cima foi inexplicavelmente efectuada num autocarro normal, tendo o grupo que ter ido separado pois não cabia toda a gente num só autocarro, algo que não se percebe, uma vez que havia um autocarro de dois andares ( que aina por cma não estava lotado), que praticamente daria para todo o grupo ir junto, tendo a Furia solicitado que nos colocassem num autocarro de dois andares ao que responderam que não iria haver nenhum. Será que era por o autocarro que não nos foi dado oferecer mais comodidade? Serão uns sócios de primeira e outros de segunda? Não quero crer nisso, no entanto penso que a Srª. que organiza excursões no nosso clube (presumo que pela primeira vez) não terá telefonado para todos os autocarros a ameaçar os sócios que se fizessem alguma coisa ao autocarro não mais iriam numa excursão do Clube. É triste mas é verdade, nós não temos por norma vandalizar autocarros, mas como está no clube há tão pouco tempo provavelmente não o sabe, no entanto deveria informar-se melhor antes de proferir ameaças. Enfim mais uma a juntar a outras que registamos…
O ambiente para cima foi muito bom, principalmente após a primeira paragem efectuada numa àrea de serviço, onde os liquidos começaram a escorregar fortemente pelas gargantas dos ultras.
A chegada ao Porto foi feita em grande, com alguns ultras fora do autocarro a “saudarem” os locais que se dirigiam para o estádio.
Quando chegados ao estádio tivemos logo a noção de que iriam estar bastantes mais adeptos do Belenenses do que aqueles que sairam do Restelo. Quem também nos aguardava era uma comitiva dos nossos amigos da Alma Salgueirista que fizeram questão de marcar presença pagando os seus bilhetes, para poderem durante aquela hora e meia estarem a presenciar o jogo e a conviverem com o pessoal (um forte abraço para eles).
Perante um estádio com cerca de 42000 espectadores, os ultras da Furia Azul foram fazendo o possível para apoiar o seu clube, a tarefa não aparentava ser fácil como seria de prever, no entanto o apoio foi constante durante todo o encontro, com particular incidência na primeira parte, a seguir ao 2-0 o pessoal apoiou com menos força, algo a rever em futuras deslocações, pois, o importante é apoiar sempre com a mesma força, principalmente quando o clube se encontra a perder pois é aí que o nosso apoio se torna mais importante.
Continuamos a não perceber como é que tanta gente do Belenenses que foi a este jogo, não foi capaz de se juntar à Furia no apoio ao nosso clube, será que custa assim tanto bater palmas e cantar pela nossa equipa?? Será que apoiar o clube é limitar-se a estar sentado e ter um cachecol do clube (quando o têm)?
Quanto ao jogo, e após um período inicial onde o Belenenses entrou a todo o gás pondo o Porto em sentido, o nível exibicional da equipa foi decaíndo, tendo sobretudo na segunda parte a equipa rendido muito menos que o habitual tendo alguns dos jogadores que mais se têm evidenciado (Paulo Sérgio, Zé Pedro, entre outros) a realizarem exibições longe do valor que têm demonstrado. A ajudar à festa, e apesar do FCP ter merecido a vitória, o árbitro deve ter recebido alguma “fruta” nova antes do encontro, pois mais uma vez beneficiou o FCP com um golo marcado for a de jogo e uma grande penalidade cometida sobre Romeu que não foi assinalada, numa altura em que o encontro já se aproximava do seu final.
No final a cena mais caricata acabou por acontecer com as forças de (in)segurança, pois além de porém os autocarros do pessoal a apanhar-nos numa rua onde praticamente não se conseguia aceder aos mesmos, eis que o impensável aconteceu, dois poilicias entram dentro do autocarro para se travarem de razões com um ultra da Furia, tendo tido uma atitude vergonhosa, mal entraram no autocarro tentaram levar esse nosso elemento pelo pescoço para fora do autocarro, ao que a malta obviamente respondeu tendo expulso os bófias do autocarro. Em muitos anos que levamos disto foi a primeira vez que vi uma cena assim, algo surreal, onde os supostos agentes que deviam zelar pela segurança foram os causadores dos desacatos que se registaram dentro do autocarro e fora dele, onde os cobardes que tomaram essa atitude por estarem fardados, fugiram pois temeram a queixa que se tencionava apresentar contra eles. Ainda por cima tudo começou devido a um mal entendido, após uma normal troca de bocas entre dois adeptos tripeiros e dois ultras da furia, sem que nada de grave se tivesse passado, os “srs” fardados pensavam que alguma das bocas teria sido para um deles e vai daí resolve provocar o acima descrito.
Mas, mais uma vez, serão concerteza os ultras que serão os criminosos e violentos, o costume, mas desta vez esses palhaços tiveram a resposta que mereciam.
Os factos que aqui relatamos foram presenciados por diversos associados, que poderão relatar a veracidade do que aqui descrevemos, inclusivé por elementos da direcção do clube e dos quais continuamos sem saber o que fizeram no sentido de mostrar a sua indignação pelo que aconteceu com os associados do Belenenses.
A viagem de volta foi feita mais calmamente, e com bastantes paragens, tendo inclusivamente numa delas, encontrado a equipa que também se encontrava de regresso, e onde deu para trocarmos algumas impressões sobre o encontro, tendo ficado a promessa de que a senda de vitórias será para retomar já na próxima 6ª -feira contra o Estrela da Amadora. Pelo caminho fomos deixando algumas marcas de ilustração Belenenses, algumas dignas de figurarem no albúm das recordações ;-)
Chagados por volta das 4 da manhã foi tempo de arrumar o material e seguir viagem ao destino final de cada um, ficando no entanto a promessa que na 6ª feira lá estaremos de novo com o Belenenses a vibrar.
Infelizmente não possuimos ainda as fotos referentes a este encontro, pois esquecemo-nos da máquina (falha grave), tendo contudo havido diversos ultras que levaram máquina pelo que pedimos a todos que possuam fotos da deslocação para fazerem o favor de as enviar para o nosso mail a fim de as podermos publicar, desde já agradecemos: belematemorrer@gmail.com